leclerc.jpg
iesfafe-01.jpg
Image1.jpg
LOGO ERA SITE.jpg
LOGO ACR SITE.jpg
LOGO SITE.png
municipio%20frafe%2008_edited.jpg
logo_Hermotor Quadrado preto.png
VACINAS SITE.jpg
INTERMARCHE LOGO SITE.jpg
Logo JP 2020.jpg
logo faftir site.jpg
  • Armando César

Cinco suspeitos de homicídio qualificado na forma tentada libertados mediante pagamento de caução

O Tribunal de Guimarães libertou esta quarta-feira cinco suspeitos, residentes em Fafe, de terem espancando um casal na sua residência em S. João de Ponte, Guimarães.

Os suspeitos foram detidos em Fafe na manha da quarta-feira e sobre eles recaem fortes suspeitas do crime de homicídio qualificado na forma tentada.

O juiz libertou os cinco homens com cauções que variam em função do grau de responsabilidade no crime e também das suas capacidades financeiras. O principal suspeito, um empresário têxtil e que detém uma empresa de captação de águas em Fafe, terá de entregar 10 mil euros apresentar-se três vezes por semana na GNR de Fafe.

Segundo a FafeTV apurou, o casal agredido prestava trabalho em condições muito precárias numa exploração agrícola que o principal suspeito tem em Felgueiras. Segundo divulgou a Polícia Judiciária, no comunicado que pode ler mais abaixo, os cinco suspeitos ter-se-ão deslocado até à residência do casal para um suposto ajuste de contas, pelo facto dos agredidos terem abandonado o trabalho. Os autores, munidos de paus e barras de ferro e sob ameaça de uma pistola, desferiram pelo menos, seis golpes na cabeça e corpo da vítima, causando-lhe lesões graves que obrigaram à intervenção médica hospitalar. Também a esposa da vítima foi agredida com uma coronhada na cabeça.



Comunicado da PJ


“A Polícia Judiciária, através do Departamento de Investigação Criminal de Braga, no cumprimento de Mandados de Detenção emitidos pela autoridade judiciária, procedeu esta quarta-feira, à detenção, fora de flagrante delito, de cinco homens com idades compreendidas entre os 29 e os 60 anos, suspeitos da prática de um crime de homicídio qualificado na forma tentada.

Os factos ocorreram ao fim da tarde do passado dia 22/10/2021, numa freguesia do concelho de Guimarães, no exterior da residência da vítima, esta com 59 anos de idade, onde, por motivos relacionados com desentendimentos laborais, os autores, munidos de paus e barras de ferro e sob ameaça de uma pistola, desferiram pelo menos, seis golpes na cabeça e corpo da vítima, causando-lhe lesões graves que obrigaram à intervenção médica hospitalar. Também a esposa da vítima foi agredida com uma coronhada na cabeça.

As diligências de investigação desenvolvidas permitiram identificar a totalidade dos agressores e a apreensão da arma de fogo utilizada nas agressões."