leclerc.jpg
iesfafe-01.jpg
Image1.jpg
LOGO ERA SITE.jpg
LOGO ACR SITE.jpg
LOGO SITE.png
municipio%20frafe%2008_edited.jpg
logo_Hermotor Quadrado preto.png
VACINAS SITE.jpg
INTERMARCHE LOGO SITE.jpg
Logo JP 2020.jpg
logo faftir site.jpg
  • Armando César

Implementação do Plano de Fogo Controlado - Prevenção de Fogos Rurais 2021




Reconhecendo a importância e eficácia da utilização do Fogo Controlado como medida de prevenção dos incêndios rurais e ainda ao aumento da necessidade e da procura de apoio técnico e informações sobre a utilização do fogo controlado, a Comissão Municipal de Defesa da Floresta de Fafe aprovou um Plano de Fogo Controlado em reunião realizada a 17 de fevereiro de 2020.

Este Plano de Fogo Controlado aprovado tem um período temporal de implementação de 2020 a 2024 e contempla 1106ha distribuídos por 126 parcelas, na sua quase totalidade de propriedade privada. Para a identificação das áreas consideradas prioritárias para a execução de ações de fogo controlado, foi efetuada uma análise detalhada do histórico do fogo, para desta forma conseguir identificar as zonas de intervenção prioritárias para a passagem do fogo e as áreas de extrema importância para operações de supressão ativa e passiva no controlo de incêndios. Também, foram consideradas as áreas de maior perigosidade de incêndio florestal e privilegiado o parcelamento em linhas de cumeada e em locais com formações vegetais com elevada a muito elevada resiliência ao fogo.

As áreas de intervenção previstas para a realização de fogo controlado, tem uma ocupação, maioritariamente arbustiva (matos, giestas, silvados, etc), e tem como principais objetivos:

- Compartimentação do espaço florestal: localização estratégica de parcelas de gestão de combustível. Esta compartimentação do espaço florestal tem como objetivo impedir a propagação de grandes incêndios em dias de perigo extremo, diminuindo-se assim a área ardida e os grandes incêndios, com consequências graves para a segurança de pessoas e bens, além da perda do património florestal associado e o elevado número de meios envolvidos. A localização estratégica destas parcelas no espaço florestal tem em conta o historial de propaga