top of page
leclerc.jpg
IEES.png
LOGO ERA SITE_edited.jpg
pub site.png
Novo-logo-da-DS.jpg
logo faftir site.jpg
INTERMARCHE LOGO SITE.jpg
Logo JP 2020.jpg
Image2.jpg
atelier logo.png
pub site.png
358076610_576253454714813_52943724004093

Jovens até aos 23 anos e seniores maiores de 65 anos com acesso gratuito às Piscinas Municipais de Fafe

O Município de Fafe vai isentar o acesso dos utilizadores seniores maiores de 65 anos e dos jovens entre os 5 e os 23 anos às piscinas municipais. A medida, apresentada na última reunião da Câmara pela Vereadora do Desporto, Paula Nogueira, tem como propósito combater o sedentarismo e incentivar a prática de exercício físico.

As pessoas com mais de 65 anos têm acesso gratuito a duas entradas semanais (90 minutos semanais), de setembro a julho de cada ano. As pessoas com idades compreendidas entre os 5 e os 23 anos têm direito ao mesmo tipo de acesso. Em ambos os casos, os utilizadores efetuam um registo individual (nos serviços de desporto do Município) para poderem aceder às piscinas. As crianças entre os 5 e os 10 anos podem ser acompanhadas por um adulto, cuja entrada é considerada nas mesmas condições.

Todos os casos não abrangidos por esta medida, mas que impliquem fragilidade económica ou problemas de saúde atestados pelo médico assistente, poderão usufruir da isenção de pagamento, de acordo com avaliação sócio económica e técnica pelos serviços municipais.


A medida entra imediatamente em vigor e até setembro o controlo de acessos será efetuado por registo manual. A partir de setembro o acesso dos utilizadores será controlado digitalmente, através de cartão individual de utilizador, parametrizado com o saldo (em minutos) correspondente a 90 minutos de exercício físico por semana.


O saldo atribuído por cartão e por utilizador destina-se exclusivamente para a prática de natação livre, excluindo-se as aulas e outros programas.

A medida agora anunciada enquadra-se na estratégia do Município para promoção da atividade física e do desporto para todos, no sentido de combater o sedentarismo e alinhar as políticas municipais com o desígnio do Programa Nacional do Desporto para Todos (PNDT) e do Programa Nacional para a Promoção da Atividade Física (PNPAF). Procura-se incrementar a prática desportiva e contribuir para a adoção de hábitos de vida e comportamentos mais saudáveis por parte da população.


A atividade física regular contribui para aumentar a longevidade e reduzir a carga de doença, para além do seu papel preventivo, promovendo, no caso dos seniores, um envelhecimento ativo, e constitui um coadjuvante terapêutico relevante num conjunto alargado de doenças crónicas não transmissíveis como a diabetes, hipertensão, obesidade, entre outras.

Portugal surge como o país da União Europeia com pior indicador na prática de atividade física segundo o Eurobarómetro (73% dos inquiridos referem que nunca praticam desporto ou qualquer atividade física). E entre as crianças com idade até aos 10 anos, estima-se que pertençam à primeira geração de humanos que verão a sua esperança de vida diminuir em relação à geração anterior, devido à inatividade física e sedentarismo.


Desta forma, o Município de Fafe prossegue com uma política responsável, promotora da atividade física e do desporto para todos, implementando medidas e programas que cuidam da saúde e bem estar dos fafenses.



Digitalização avança nas Piscinas Municipais de Fafe



A partir de setembro, o acesso às piscinas municipais passa a ser efetuado por cartão digital individual. É, também, mais um passo na digitalização dos serviços que o Município de Fafe presta aos seus munícipes, alinhando-se pelas boas práticas e modernização dos serviços públicos. O novo sistema assenta numa solução especialmente concebida para otimizar a gestão dos recursos (humanos e materiais) bem como tornar todo o processo de inscrição, pagamento e controlo de acessos aos equipamentos desportivos, serviços e programas de desporto, mais simples, rápido, cómodo e eficaz. A cada utilizador será atribuído um cartão parametrizável que possibilitará o acesso às piscinas municipais com passagem (automatizada) por um sistema de torniquetes de entrada e saída, permitindo que o utente possa fazer a gestão do seu tempo de utilização na instalação desportiva.


A implementação da plataforma digital (GRID) permitirá que na Piscina Municipal se introduza a automação baseada num sistema global, fiável, flexível que se adequa à facilitação de acesso àquela instalação desportiva num quadro de otimização de recursos e de uma gestão de equipamentos desportivos moderna.





Texto e fotografia: Município de Fafe

Comentários


bottom of page