Direitos reservados. A publicação de conteúdos deste site, impressa ou online, sem autorização, está sujeita a sanções legais.

EMAIL: fafetvtemporeal@gmail.com

CONTACTO: 966301409  

Fafe Tv ©2019

leclerc.jpg
municipio frafe 08.2018.png
INTERMARCHE LOGO SITE.jpg
iesfafe-01.jpg
LOGO ACR SITE.jpg
Image1.jpg
LOGO JORGE PINHEIRO SITE.jpg
  • Redação

Justiça: Armindo Castro foi absolvido


O fafense Armindo Castro foi absolvido do homicídio de Odete Castro, em março de 2012 em Joane, Famalicão. Esteve preso dois anos, sete meses e um dia, por na altura ser considerado culpado da morte da tia. O tribunal de Guimarães absolveu-o esta terça-feira.


O tribunal condenou Artur Gomes, de 48 anos a 20 anos e sete meses de cadeia e Júlia Lobo a 18 anos e sete meses de reclusão pela autoria do crime.

Armindo Castro tinha sido libertado em 2014, após outro individuo ter confessado o mesmo crime. Este fafense alegou na altura, que tinha confessado a autoria da morte da tia para proteger a sua mãe da acusação, ela que também tinha sido levada na altura pela polícia Judiciária para interrogatório.

O coletivo de juízes no acórdão ontem proferido referiu que este fafense não poderia ter estado no local do crime, já que os sinais de telemóvel e os movimentos do seu multibanco, o colocavam noutro local. Outro facto que ilibou Armindo Castro da autoria do crime, teve a ver com a descrição de como ficou o cadáver de Odete Castro, que não batia certo com o cenário encontrado pelas autoridades.

O tribunal considerou provado que o casal agora condenado, planeou o assalto e a morte da idosa que residia em Joane, concelho de Famalicão. Para os juízes, Artur e Júlia entraram no apartamento, deram várias pancadas na idosa, tendo levado ouro, prata e dinheiro.

Este casal agora condenado, está ja´a cumprir pena pelo roubo e homicídio de uma vizinha da Lixa.