leclerc.jpg
IEES.png
LOGO ERA SITE.jpg
LOGO ACR SITE.jpg
municipio%20frafe%2008_edited.jpg
logo faftir site.jpg
INTERMARCHE LOGO SITE.jpg
Logo JP 2020.jpg
Image2.jpg
LOGO SITE.png

Ambulâncias de socorro ficam demasiado tempo retidas no Hospital de Guimarães.

Os comandantes dos bombeiros de Fafe, Guimarães, Taipas, Vizela, Riba de Ave e Cabeceirenses, estão preocupados com o tempo excessivo que as suas ambulâncias de socorro ficam “presas” nas urgências do Hospital Sra. da Oliveira, em Guimarães, segundo adianta hoje o Jornal de Notícias.

Este conjunto de comandantes solicitou mesmo uma reunião com a administração da unidade hospitalar, para sensibilizar a ser encontrada uma forma que possa libertar as ambulâncias, deixando de colocar em risco o socorro, o que acontece nesta altura, já que as ambulâncias permanecem muito tempo nas urgências, deixando de estar disponíveis para uma eventual ocorrência. O problema está na transferência dos doentes urgentes das ambulâncias para o serviço de urgência, que está a ser muito demorado.

À Fafe Tv, Paulo Ferreira, Comandante dos Bombeiros Voluntários de Fafe, explicou que “devido à sobrecarga que existe nas urgências do hospital, há uma grande demora na libertação destas unidades de socorro, as ambulâncias. Esta situação complica a nossa organização porque as viaturas de socorro fazem depois falta no quartel.”

As ambulâncias chegam a estar lá mais hora e meia à espera de serem libertadas, fazendo falta nos quarteis, para responder em caso de necessidade de socorrer alguma vítima.

Fotografia: Arquivo FafeTv