top of page
leclerc.jpg
IEES.png
LOGO ERA SITE_edited.jpg
pub site.png
Novo-logo-da-DS.jpg
logo faftir site.jpg
INTERMARCHE LOGO SITE.jpg
Logo JP 2020.jpg
Image2.jpg
atelier logo.png
pub site.png
358076610_576253454714813_52943724004093

"Câmara Municipal de Fafe comemora o Dia da Árvore com o abate de de árvores..." acusa o PEV

O Partido Ecologista Os Verdes (PEV) denunciou esta segunda-feira, através de comunicado, que a Câmara de Fafe se prepara para comemorar o Dia da Árvore, que se comemora esta terça-feira, com o abate de de dezenas de árvores com dezenas de anos nas traseiras do Tribunal de Fafe. "No momento em que se assinala o Dia da Árvore, comemorado para valorizar a contribuição destes seres vivos para o ambiente, para a biodiversidade e para a própria sobrevivência da humanidade, o que a Câmara Municipal de Fafe tem para apresentar é o abate de dezenas de árvores no Jardim das Traseiras do Tribunal.

O argumento usado é muito frágil, destruir o Espaço Verde existente para destacar a estátua da Justiça de Fafe. A este propósito, Os Verdes participaram, em junho de 2022, numa conversa promovida pela Comissão concelhia do PCP de Fafe para junto da população defender a conservação daquele espaço."

Na Assembleia Municipal, a deputada da CDU, da qual faz parte o PEV, Maria do Carmo Cunha, defendeu a preservação do jardim que existia onde nesta altura decorrem as obras para a construção da futura praça da Justiça, "o executivo camarário PS optou por destruir, em vez preservar e até valorizar este importante Espaço Verde, que é dos poucos com características únicas no centro da cidade. O centro urbano de Fafe necessita de espaços verdes, a sua diminuição tem levado ao esgotamento e à degradação dos ecossistemas naturais nas zonas urbanas e nas periferias, à perda drástica de serviços vitais dos ecossistemas e, potencialmente, à diminuição da resiliência a fenómenos causados pelas alterações climáticas."

Nesta terça-feira a CDU promete colocar placas alusivas ao Dia da Árvore, junto ao local onde decorrem as obras e onde foram abatidas as árvores.

Fotografia: facebook / António Peixoto



Comments


bottom of page