top of page
leclerc.jpg
IEES.png
LOGO ERA SITE.jpg
pub site.png
LOGO.jpg
logo faftir site.jpg
INTERMARCHE LOGO SITE.jpg
Logo JP 2020.jpg
Image2.jpg
atelier logo.png
pub site.png
358076610_576253454714813_52943724004093

Dois detidos por caça em área de proteção

O Comando Territorial de Braga, através do Serviço da Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA) de Fafe, no dia 9 de novembro, deteve dois homens de 45 e 60 anos por caça em área de proteção, no concelho de Fafe.

No âmbito de uma ação de fiscalização ao exercício do ato venatório, os elementos do SEPNA detetaram os suspeitos a exercer o ato venatório numa faixa de proteção de 250 metros em torno de uma área percorrida por um incêndio há menos de 30 dias, motivo que levou à detenção em flagrante dos suspeitos.

No decorrer das diligências policiais foi apreendido o seguinte material:

  • Duas armas de fogo;

  • Seis munições;

  • Duas bolsas de transporte de arma de fogo;

Os detidos foram constituídos arguidos e os factos comunicados ao Tribunal Judicial de Fafe.

A GNR relembra que entre outros locais, constituem áreas de proteção (áreas onde o exercício da caça pode causar perigo para a vida, saúde ou tranquilidade das pessoas ou constitui risco de danos para os bens) os seguintes locais: Praias de banho, terrenos adjacentes a estabelecimentos de ensino, hospitalares, prisionais ou tutelares de menores, científicos, lares de idosos, instalações militares ou de forças de segurança, estabelecimentos de proteção à infância, estações radioelétricas, faróis, portos marítimos e fluviais, aeroportos, instalações turísticas, parques de campismo e desportivos, instalações industriais e de criação animal, bem como quaisquer terrenos que os circundem, numa faixa de proteção de 500 metros; povoados numa faixa de proteção de 250 metros; as estradas nacionais (EN), os itinerários principais (IP), os itinerários complementares (IC), as auto-estradas, as estradas regionais das Regiões Autónomas (ER) e as linhas de caminho de ferro numa faixa de proteção de 100 metros.


Texto e fotografia: GNR


bottom of page