leclerc.jpg
iesfafe-01.jpg
Image1.jpg
LOGO ERA SITE.jpg
LOGO ACR SITE.jpg
LOGO SITE.png
municipio%20frafe%2008_edited.jpg
logo_Hermotor Quadrado preto.png
VACINAS SITE.jpg
INTERMARCHE LOGO SITE.jpg
Logo JP 2020.jpg
logo faftir site.jpg
  • Armando César

Fafe já acolhe refugiados ucranianos


Fafe está a receber e acolher famílias ucranianas. Já se encontram instaladas, na freguesia de Medelo, 4 pessoas, tendo os serviços do Município reunido com a família, apoiados por tradutora para que o apoio a prestar seja bem conjugado com toda a oferta instalada e serviços públicos, procurando dar resposta às necessidades das pessoas.

Os serviços de Ação Social do Município estão em contacto permanente com a rede local de residenciais e hotéis, aferindo capacidade de acolhimento, estando, neste momento, disponíveis 10 quartos (alguns de tipologia familiar).

Numa outra frente de trabalho, o Município está a apoiar a Santa casa da Misericórdia tendo em vista o acolhimento de 30 pessoas. O Município, assegura apoio logístico e articulação com serviços de saúde, educação e emprego.

O Município de Fafe fará o transporte destas 30 pessoas, no próximo sábado, a partir de Lisboa.

Toda a ação humanitária em curso inscreve-se no âmbito da CIM do Ave (Comunidade Intermunicipal do Ave), tendo-se adotado o plano de apoio numa perspetiva conjunta.

A posição concertada e desenvolvida à escala regional, agregando, na na provisão de ajuda humanitária em curso, a ação dos 8 municípios da região, e esforços da sociedade civil, entidades públicas e privadas, bem como dos cidadãos.

Diversas ações estão no terreno e articulam diferentes interlocutores, tais como serviços municipais (ação social, gabinetes de desenvolvimento económico, educação, proteção civil), juntas de freguesia, a comunidade ucraniana residente na região e em cada um dos municípios, agrupamentos de escolas, IEFP, organizações de saúde pública, Centros Locais de Apoio à Integração de Migrante (CLAIM) e organizações da sociedade civil.

Está identificada e instalada uma rede de solidariedade que envolve disponibilização de alojamento (desde famílias de acolhimento, casas, apartamentos e quartos de particulares e entidades de serviço social). O próprio Município assegurou a disponibilidade de apartamentos de sua propriedade para corresponder às solicitações.

O Município de Fafe tem colocado toda a sua disponibilidade de meios e recursos para, neste quadro de cooperação concertada no âmbito da CIM do Ave, reforçar a capacidade de resposta regional, sem descurar o apoio a conceder localmente. Aliás, Fafe foi dos primeiros municípios a reunir com os cidadãos ucranianos residentes no concelho, com quem se estabeleceram as primeiras linhas de ação e resposta.

Está, assim, o Município disponível para acolher refugiados e, no quadro do circuito formal estruturado ao nível da CIM do Ave. Estão devidamente identificadas, e asseguradas, todas as ofertas de alojamento, integração escolar e emprego para que, numa necessidade imediata, seja possível conceder resposta digna a quem procura fugir da guerra e encontrar alguma paz e acolhimento dignos.

Aos apelos lançados nos últimos dias os fafenses corresponderam de forma extraordinariamente generosa. Nos dois pontos de recolha existentes – Cruz Vermelha (núcleo de Fafe) e COOPFafe – têm sido reunidos bens, parte dos quais já foram encaminhados para transporte rumo à Ucrânia. Este trabalho prossegue, sob monitorização diária, para que o acompanhamento e a facilitação tornem todo o plano o mais eficiente possível.

Numa outra frente de serviço e apoio humanitário, e para além da identificação das disponibilidades de alojamento, alimentação, meios de subsistência e famílias de acolhimento, estão a ser articulados esforços de apoio social mais transversais (incluindo criação de plataforma digital para obtenção de informações, tradução, apoio na saúde, entre outros).

Texto e fotografia: Minicipio de Fafe