top of page
leclerc.jpg
IEES.png
LOGO ERA SITE_edited.jpg
pub site.png
Novo-logo-da-DS.jpg
logo faftir site.jpg
INTERMARCHE LOGO SITE.jpg
Logo JP 2020.jpg
Image2.jpg
atelier logo.png
pub site.png
358076610_576253454714813_52943724004093

Fafe sensibiliza para o Mês da Prevenção dos Maus Tratos na Infância

Durante o mês de abril, o Município de Fafe volta a associar-se à Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ) na campanha do «Laço Azul», que pretende sensibilizar a opinião pública para a Prevenção dos Maus Tratos na Infância. Assim, até 30 de abril, todas as noites, o edifício dos Paços do Concelho permanecerá iluminado a azul, a cor predominante desta iniciativa.


Esta campanha, desenvolvida em articulação com a CPCJ de Fafe, pretende alertar a população para a problemática da violência na infância e incentivar a comunidade a prevenir e denunciar casos de abuso.


O espírito do «Laço Azul» tem origem nos Estados Unidos, em 1989, quando Bonnie Finney amarrou uma fita azul na antena do carro que conduzia para homenagear o seu neto que fora vítima mortal de maus tratos por parte da mãe e do padastro. A repercussão deste ato simbólico foi expressiva e expandiu-se por todo o mundo.

A cor azul simboliza, assim, a cor das lesões que as crianças vítimas de agressão e maus tratos geralmente apresentam.


O abuso e mau trato infantil são crimes hediondos e a luta pela proteção dos mais frágeis é uma obrigação moral que todos os cidadãos devem assumir, não só para prestar homenagem à memória das crianças que morreram vítimas de abusos e maus tratos, mas também como apoio a famílias e comunidades que enfrentam o problema, designadamente, nas ações de prevenção da negligência.


Em Portugal, a campanha do Laço Azul é amplamente divulgada por todo o território, quer pela Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Proteção das Crianças e Jovens, quer pelas CPCJ, que realizam numerosas ações de prevenção contra os maus-tratos.



댓글


bottom of page