Direitos reservados. A publicação de conteúdos deste site, impressa ou online, sem autorização, está sujeita a sanções legais.

EMAIL: fafetvtemporeal@gmail.com

CONTACTO: 966301409  

Fafe Tv ©2019

leclerc.jpg
municipio frafe 08.2018.png
INTERMARCHE LOGO SITE.jpg
iesfafe-01.jpg
LOGO ACR SITE.jpg
Image1.jpg
LOGO JORGE PINHEIRO SITE.jpg
  • Redação

“Homicida de Fafe” foi capturado em Vila Verde




Um homem de 58 anos, foi esta sexta-feira capturado em Vila Verde, após se ter evadido da prisão em 2002. A GNR capturou o indivíduo que tinha pendente um mandato de captura internacional para cumprir 16 anos de prisão por homicídio qualificado.


O crime aconteceu em agosto de 1999, segundo adiantou a GNR, no concelho dos Arcos de Valdevez.

O homem foi detido por ter chamados os meios médicos de socorro a sua casa, por estar ciente, tendo a GNR sido alertada que teria problemas com a justiça.


Segundo avançou a edição online do Jornal de Notícias: “ o acórdão do Supremo Tribunal de Justiça, a que a Lusa teve acesso, o arguido suspeitou que a sua filha, de 13 anos, manteria um namoro com a vítima, incluindo relações sexuais. Em meados de 1999, o arguido despediu a vítima, de 17 anos, e decidiu dar-lhe uma "sova", com a ajuda de mais dois homens.


A vítima foi conduzida para um bar em Rio de Moinhos, Arcos de Valdevez, onde foi agredida "de forma indiscriminada com murros e bastonadas, em todas as partes do corpo". O arguido agora detido utilizou um chicote e um bastão de madeira e agrediu a vítima durante cerca de uma hora, só parando "quando não teve força para mais".



Abandonou a vítima num quarto do bar, após o que, horas mais tarde, meteu o cadáver na mala de um carro e levaram-no para um prédio onde moravam, em Fafe, tendo espalhado sangue pela garagem. De seguida, foi ao Hospital de Fafe, onde entregou o cadáver, e logo depois deslocou-se à GNR, referindo que tinha sido o seu filho o autor do homicídio, na referida garagem.


*com Lusa