top of page
leclerc.jpg
IEES.png
LOGO ERA SITE_edited.jpg
pub site.png
Novo-logo-da-DS.jpg
logo faftir site.jpg
INTERMARCHE LOGO SITE.jpg
Logo JP 2020.jpg
Image2.jpg
atelier logo.png
pub site.png
358076610_576253454714813_52943724004093

Rally Serras de Fafe: Meeke dominou de fio a pavio



Kris Meeke, do Team Hyundai Portugal, foi o grande vencedor da edição 2024 do Rally Serras de Fafe, Felgueiras, Boticas e Cabeceiras de Basto. O piloto britânico, acompanhado por James Fulton, foi líder desde a primeira até à última classificativa da prova que abriu o campeonato de Portugal de ralis (CPR).



Meeke "voou" para a vitória nas míticas classificativas de Fafe (Fotografia: FPAK)

Armindo Araújo fez o possível


Na segunda posição da classificação ficou o tirsense Armindo Araújo, aconpanhado de Luís Ramalho, em Skoda Fábia RS Rally 2, com uma prestação muito positiva mas insuficiente para "morder os calcanhares" ao vencedor. Araújo teve uma luta interessante pelo segundo lugar com Marco Bolaccia, em Citroen, acabando por levar a melhor sobre o piloto sul americano, ficando ainda assim a um minuto e oito segundos de Meeke.



Armindo Araújo sai de Fafe com um bom resultado. Mau tempo complicou a vida aos pilotos (Fotografia: FPAK)

Bulaccia fecha o pódio


No degrau mais baixo do pódio acabou por ficar Marco Bulaccia com o seu Citroen C3, que acabou por não ter andamento para Armindo Araújo, tendo ainda assim feito uma prova muito interessante.


Fafenses: Ricardo Cunha regressou e foi 6º


Ricardo Cunha estreou-se no banco do lado direito do Hyundai de Pedro Miereles, acabando por ter um regresso aos ralis muito positivo. A dupla acabou no sexto lugar da geral, quintos do CPR. Meireles e Cunha levaram a melhor sobre o campeão nacional Ricardo Teodósio, que foi sétimo, tendo ficando atrás de José Pedro Fontes, quinto em Citroen e Ruben Rodrigues, o açoriano que com o seu Skoda foi quarto da geral.



Pedro Meireles e o fafense Ricardo Cunha foram sextos (Fotografia: FPAK)

Fafenses: Gonçalo Cunha vence nas duas rodas motrizes


Um domínio avassalador da dupla Gonçalo Hneirques e o fafense Gonçalo Cunha impuseram o seu Renault Clio Rally 4 a toda a concorrência. A dupla liderou do primeiro ao último dia, impondo um ritmo sempre muito vivo e consistente.


Gonçalo Henriques e o fafense Gonçalo Cunha no momento da celebração no final da Lameirinha (Fotografia: FPAK)


.

Mário Castro ficou de fora devido a problemas físicos


Um acidente durante os reconhecimentos deixou mazelas em Mário Castro que se revelaram insolúveis para que o navegador conseguisse participar no rali ao lado do famalicense Pedro Almeida, "Durante os reconhecimentos tivemos um acidente, embatemos forte numa árvore e eu fiquei com lesões no esterno e costelas. Felizmente o Pedro não sofreu nada. Eu fiz tudo o que podia para conseguir fazer o rali. Inclusive fomos fazer o free practice e a qualifying mas logo aí senti muitas dores e quase não conseguia ditar notas tal o sofrimento. Mesmo assim decidi tentar fazer a primeira especial e arrancamos para o rali, mas ainda durante a ligação, e já á entrada para a especial eu não estava nada bem e então optamos por nem sequer entrar na classificativa.", revelou na sua página oficial do facebook.


Rafael Cunha não chegou ao final


Luís Morais e o fafense Rafael Cunha, em Peugeot 208 Rally 4, acabaram fora de prova na segunda passagem pela classificativa de Seixoso. Na altura da desistência estavam na 25ª posição da geral, sétimos das duas rodas motrizes.


Muito público apesar da chuva e do frio


Nem o mau tempo fez arredar o público da prova organizada pelo Demoporto. As calssificativas tiveram muita gente a ver passar os carros, tendo a prova decorrida com toda a naturalidade e Fafe uma vez mais a ser Fafe, o grande epicentro dos ralis em Portugal.




Veja algumas imagens da "Powerstage": (Leandro Lemos Motorsport)







Comments


bottom of page